fbpx

Fazer desenhos permanentes no corpo é uma prática milenar. Os primeiros registros históricos de marcações na pele remontam há 4.000a.C. e foram encontrados, primeiramente, em corpos de nativos do Egito, da Indonésia, do Taiti, da Nova Zelândia, da Polinésia e das Filipinas.

Com o aprimoramento das técnicas e o surgimento de novos estilos ao longo do tempo, as tatuagens continuam em evidência. Além de embelezar e eternizar sentimentos (memórias, lembranças, vontades etc.), as tattoos também são úteis para identificar as pessoas. Afinal, quem não lembra do lettering de Adam Levine no abdômen? Ou das cerejas da cantora Pitty localizadas um pouco abaixo das clavículas?

A escrita “California”, do vocalista do Maroon 5, foi alvo de brincadeiras na internet e serviu de inspiração para o artista e humorista Whindersson Nunes, que também decidiu homenagear a sua cidade natal com o lettering “Piauí” na barriga. Além da escrita que virou marca registrada de Adam, também destacam-se outros estilos de tatuagem que o músico se identifica, como o old school e o blackwork.

 

 

A rainha do rock brasileiro, que fez sua primeira tatuagem com apenas doze anos, já contou diversas vezes em entrevistas que suas tattoos não possuem nenhum tipo de significado a não ser a vontade de se riscar mesmo.

 

Outras personalidades da música que também são facilmente reconhecidas devido às tatuagens são as cantoras Amy Winehouse, com uma pin-up na parte superior do braço direito em homenagem a sua avó paterna, Cynthia, e Rihanna, que tem um dos underboobies egípcios mais sexys da história. E detalhe: a deusa Ísis de RiRi também é uma homenagem a sua avó “Dolly”.

Em entrevista ao The Guardian, o tatuador de Amy, Henry Hate, conta que ela foi muito direta na escolha do desenho e que, na época, ele não sabia “que essa tatuagem seria uma das mais conhecidas do planeta”.

 

 

Rihanna tatuou a deusa egípcia Ísis, de braços abertos e com asas, em 2012 como uma forma de homenagear a sua avó que faleceu de câncer em julho do mesmo ano.

 

Os homens também estão bem representados no quesito tatuagem com Dave Grohl, ex-baterista do Nirvana e fundador do Foo Fighters, e Anthony Kiedis, vocalista e fundador do Red Hot Chilli Peppers. As icônicas penas nos braços de Grohl foram feitas pela artista Kat Von D, famosa pela participação no reality show Miami Ink.

A tatuadora (e também cantora) Kat Von D publicou uma foto em seu Instagram e disse que amou fazer as penas pretas em Dave.

 

Já Anthony Kiedis precisa estar sem camisa para ser reconhecido apenas pela tatuagem de águia asteca gravada em suas costas. O músico, que já esteve no Top 10 Best Rockstar Tattoos, é descendente de indígenas norte-americanos, os apaches, e tem outros desenhos pelo corpo com a mesma pegada dos traços tradicionais que remetem a sua cultura de origem.

A águia asteca de Kiedis representa liberdade e proteção. Mas alguns fãs do músico dizem que o desenho, na verdade, é um falcão inca. O importante é que ela é linda, não é mesmo? Hehe.

 

O mais legal de tudo é que as tatuagens estão sempre na moda e representam um estilo de vida, que vai muito além de somente um desenho na pele. E aí, deu vontade de se riscar também? Então, manda tinta!


Você na Ghost

Deixe um comentário

O seu email não será divulgado.Campos obrigatórios*



Current track

Title

Artist

Background