fbpx

Confira os indicados ao Oscar 2021

Written by on 23/03/2021


Netflix lidera em ano marcado por diversidade



Os filmes indicados ao Oscar 2021 foram anunciados na segunda-feira (15.03) pela Academia de Artes e Ciência Cinematográficas. Diferente dos anos anteriores, quando a premiação geralmente ocorria em fevereiro, a cerimônia tem data prevista para o dia 25 de abril. As regras também mudaram e, em razão do fechamento das salas de cinema, passaram a permitir longas disponibilizados exclusivamente em serviços de streaming, como Netflix, Amazon Prime Video, Disney+, Google Play e Apple TV+, além de YouTube e Vimeo.

Oito filmes vão disputar o troféu de Melhor Filme este ano. Um dos destaques da premiação é “A Voz Suprema do Blues”, produção da Netflix com cinco indicações. Entre elas, há a nomeação póstuma de Melhor Ator para Chadwick Boseman, conhecido por interpretar o herói Pantera Negra, que faleceu no ano passado. Veja, a seguir, onde assistir às produções que concorrem às premiações da 93ª edição do Oscar. Vale lembrar que as datas de estreia podem sofrer alteração pelas distribuidoras dos filmes.


Confira os indicados:

Melhor Filme

  • Meu Pai – estreia nos cinemas em 8 de abril
  • Judas e o Messias Negro – em cartaz nos cinemas
  • Mank – Netflix
  • Minari – sem previsão de estreia no Brasil
  • Nomadland – estreia nos cinemas em 15 de abril
  • Bela Vingança – estreou nos cinemas em 18 de março
  • O Som do Silêncio – Prime Video e Google Play
  • Os 7 de Chicago – Netflix

Melhor Diretor

  • Thomas Vinterberg, por “Druk: Mais uma Rodada” – sem previsão de estreia no Brasil
  • David Fincher, por “Mank” – Netflix
  • Lee Isaac Chung, por “Minari” – sem previsão de estreia no Brasil
  • Chloé Zhao, por “Nomadland” – estreia nos cinemas em 15 de abril
  • Emerald Fennell, por “Bela Vingança” – estreou nos cinemas em 18 de março


Melhor Atriz

  • Viola Davis, por “A Voz Suprema do Blues” – Netflix
  • Andra Day, por “The United States vs. Billie Holiday” – sem previsão de estreia no Brasil
  • Vanessa Kirby, por “Pieces of a Woman” – Netflix
  • Frances McDormand, por “Nomadland” – estreou nos cinemas em 15 de abril
  • Carey Mulligan, por “Bela Vingança” – estreou nos cinemas em 18 de março

Melhor Ator

  • Riz Ahmed, por “O Som do Silêncio” – Prime Video e Google Play
  • Chadwick Boseman, por “A Voz Suprema do Blues” – Netflix
  • Anthony Hopkins, por “Meu Pai” – estreia nos cinemas em 8 de abril
  • Gary Oldman, por “Mank” – Netflix
  • Steven Yeun, por “Minari” – sem previsão de estreia no Brasil


Melhor Atriz Coadjuvante

  • Maria Bakalova, por “Borat: Fita de Cinema Seguinte” – Prime Video
  • Glenn Close, por “Era uma Vez um Sonho” – Netflix
  • Olivia Colman, por “Meu Pai” – estreia nos cinemas em 8 de abril
  • Amanda Seyfried, por “Mank” – Netflix
  • Yuh-Jung Youn, por “Minari” – sem previsão de estreia no Brasil

Melhor Ator Coadjuvante

  • Sacha Baron Cohen, por “Os 7 de Chicago” – Netflix
  • Daniel Kaluuya, por “Judas e o Messias Negro” – em cartaz nos cinemas
  • Leslie Odom Jr., por “Uma Noite em Miami” – Prime Video
  • Paul Raci, por “O Som do Silêncio” – Prime Video e Google Play
  • Lakeith Stanfield, por “Judas e o Messias Negro” – em cartaz nos cinemas


Melhor Roteiro Original

  • Judas e o Messias Negro – em cartaz nos cinemas
  • Minari – sem previsão de estreia no Brasil
  • Bela Vingança – estreou nos cinemas em 18 de março
  • O Som do Silêncio – Prime Video e Google Play
  • Os 7 de Chicago – Netflix

Melhor Roteiro Adaptado

  • Borat: Fita de Cinema Seguinte – Prime Video
  • Meu Pai – estreia nos cinemas em 8 de abril
  • Nomadland – estreia nos cinemas em 15 de abril
  • Uma Noite em Miami – Prime Video
  • O Tigre Branco – Netflix

Melhor Filme Internacional

  • Druk: Mais uma Rodada (Dinamarca) – sem previsão de estreia no Brasil
  • Better Days (Hong Kong) – sem previsão de estreia no Brasil
  • Collective (Romênia) – sem previsão de estreia no Brasil
  • O Homem que Vendeu Sua Pele (Tunísia) – sem previsão de estreia no Brasil
  • Quo Vadis, Aida? (Bósnia) – sem previsão de estreia no Brasil


Melhor Animação

  • Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica – Disney+
  • A Caminho da Lua – Netflix
  • Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-Ataca – Netflix
  • Soul – Disney+
  • Wolfwalkers – Apple TV+

Melhor Fotografia

  • Judas e o Messias Negro – em cartaz nos cinemas
  • Mank – Netflix
  • Relatos do Mundo – Netflix
  • Nomadland – estreia nos cinemas em 15 de abril
  • Os 7 de Chicago – Netflix

Melhor Montagem

  • Meu Pai – estreia nos cinemas em 8 de abril
  • Nomadland – estreia nos cinemas em 15 de abril
  • Bela Vingança – estreou nos cinemas em 18 de março
  • O Som do Silêncio – Prime Video e Google Play
  • Os 7 de Chicago – Netflix

Melhor Figurino

  • Emma – Telecine e iTunes
  • A Voz Suprema do Blues – Netflix
  • Mank – Netflix
  • Mulan – Disney+
  • Pinóquio – em cartaz nos cinemas


Melhor Cabelo e Maquiagem

  • Emma – Telecine e iTunes
  • Era uma Vez um Sonho – Netflix
  • A Voz Suprema do Blues – Netflix
  • Mank – Netflix
  • Pinóquio – em cartaz nos cinemas

Melhores Efeitos Visuais

  • Love and Monsters – sem previsão de estreia no Brasil
  • O Céu da Meia-Noite – Netflix
  • Mulan – Disney+
  • O Grande Ivan – Disney+
  • Tenet – Now, Apple TV+, Google Play e Looke

Melhor Som

  • Greyhound – Apple TV+
  • Mank – Netflix
  • Relatos do Mundo – Netflix
  • Soul – Disney+
  • O Som do Silêncio – Prime Video e Google Play

Melhor Canção Original

  • “Fight for You”, de “Judas e o Messias Negro” – em cartaz nos cinemas
  • “Hear my Voice”, de “Os 7 de Chicago” – Netflix
  • “Husavik”, de “Festival Eurovision da Canção: A Saga de Sigrit e Lars” – Netflix
  • “Io Sí”, de “Rosa e Momo” – Netflix
  • “Speak Now”, de “Uma Noite em Miami” – Prime Video

Melhor Trilha Sonora

  • Terence Blanchard, por “Destacamento Blood” – Netflix
  • Trent Reznor e Atticus Ross, por “Mank” – Netflix
  • Emile Mosseri, por “Minari” – sem previsão de estreia no Brasil
  • James Newton Howard, por “Relatos do Mundo” – Netflix
  • Trent Reznor, Atticus Ross e Jon Batiste, de “Soul” – Disney+

Melhor Documentário

  • Collective – sem previsão de estreia no Brasil
  • Crip Camp: Revolução pela Inclusão – Netflix
  • Agente Duplo – Globoplay
  • Professor Polvo – Netflix
  • Time – Prime Video

Melhor Documentário em Curta-Metragem

  • Collete – Youtube
  • A Concerto is a Conversation – YouTube
  • Do Not Split – Vimeo
  • Hunger Ward – sem previsão de estreia no Brasil
  • Uma canção para Latasha – Netflix

Melhor Curta-Metragem em Live Action

  • Feeling Through – YouTube
  • The Letter Room – sem previsão de estreia no Brasil
  • The Present – sem previsão de estreia no Brasil
  • Two Distant Strangers – sem previsão de estreia no Brasil
  • White Eye – sem previsão de estreia no Brasil

Melhor Animação em Curta-Metragem

  • Toca – Disney+
  • Genius Loci – sem previsão de estreia no Brasil
  • Se algo acontecer… Te amo – Netflix
  • Opera – sem previsão de estreia no Brasil
  • Yes-People – sem previsão de estreia no Brasil

Melhor Design de produção

  • Meu Pai – estreia nos cinemas em 8 de abril
  • A Voz Suprema do Blues – Netflix
  • Mank – Netflix
  • Relatos do Mundo – Netflix
  • Tenet – Now, Apple TV+, Google Play e Looke

Você na Ghost

Deixe um comentário

O seu email não será divulgado.Campos obrigatórios*



Current track

Title

Artist

Background