fbpx

Como nasceu o rock

Written by on 16/11/2020

Conheça a origem do gênero que mudou o planeta


The Beatles/Reuters


A origem do rock and roll está ligada à uma mulher negra estadunidense, Rosetta Nubin, mais conhecida pelo nome artístico, Sister Rosetta Tharpe. Ela nasceu em 20 de março de 1915 nos Estados Unidos e, já na década de 1920, era uma das poucas mulheres negras a tocar guitarra. Sua primeira canção gravada foi Rock Me, em 1937, já a música que é considerada a primeira do rock and roll se chama, Strange Things Happening Every Day.

Rosetta chegou a fazer uma turnê com a The Jordanaires, antes de a banda passar a trabalhar com Elvis Presley. Little Richard, ainda na adolescência, chegou a abrir shows da artista; e, anos mais tarde, Johnny Cash citou Tharpe como uma de suas heroínas. Em 2018, ela foi reconhecida com uma homenagem do Hall da Fama do Rock.


A primeira música do rock’n’roll: Strange Things Happening Every Day


Antes do surgimento do rock and roll propriamente dito, havia o gênero musical blues. Um dos nomes mais importantes desse gênero foi o cantor e guitarrista,  Robert Johnson, nascido entre 1909 e 1912. Seu trabalho modificou o estilo de execução, empregando mais técnica, riffs mais elaborados e maior ênfase no uso das cordas graves para criar um ritmo regular. Existem várias histórias sobre a sua existência, inclusive que vendeu sua alma ao diabo, mito reforçado pelas músicas Crossroads Blues, Me And The Devil Blues e Hellhound On My Trail.


Mistura de estilos criada por negros


Robert Johnson/divulgação internet


Como o blues, o samba e o hip hop, o rock nasceu da escravidão e têm suas origens na migração forçada de milhões de africanos, que foram tirados de suas aldeias e jogados em terras estranhas. Todos esses estilos  foram herdados da África, e possuem algumas características predominantes, como: a predominância de uma base rítmica constante e repetitiva; a utilização da música de uma forma emocional e espiritual. Nas colheitas de algodão dos Estados Unidos, os escravos cantavam para celebrar sua espiritualidade e seus ancestrais. Também cantavam sobre as mazelas da escravidão, estabelecendo assim uma relação direta entre sua música e a realidade social

O rock propriamente dito surgiu no final da década de 1940, por meio de uma combinação de estilos como country, blues, R&B, gospel e folk. Piano e saxofone eram muito usados em composições nos primórdios do rock’n’roll; mas com o tempo perderam o papel de destaque e abriram espaço para o instrumento que se tornou marca registrada do gênero, a guitarra elétrica


Little Richard/Michael Ochs Archives


Na época, a sociedade norte americana começava a “abandonar” alguns preconceitos. Assim, a popularização do rock simbolizou uma nova América, mais liberal, próspera e livre das dificuldades econômicas do pós-guerra. Adolescentes brancos começaram a curtir esse som, que antes eram músicas de salões de baile nos bairros negros e pobres. Antes de Elvis Presley, alguns artistas já tocavam o rock and roll, como Little Richard, Chuck Berry, Bo Diddley, Fats Domino, Bill Halley – dessa lista, apenas Halley era branco.

“A canção conseguiu, de uma forma que a política, a religião e a lei nunca haviam sido capazes, escrever na alma e no coração o que a Suprema Corte só havia conseguido escrever em livros”. -Eldridge Cleaver, fundador do grupo Panteras Negras


Moda passageira


Chuck Berry/Michael Ochs Archives


Apesar do sucesso, muitos acreditavam que o estilo seria apenas uma moda passageira. Para piorar a situação, os roqueiros passavam por maus bocados no fim dos anos 50: Elvis Presley foi para o Exército, Chuck Berry ficou preso dois anos por ter atravessado uma fronteira estadual com uma prostituta menor de idade, Little Richard abandonou o rock e virou pastor depois de “ouvir o chamado de Deus” durante um vôo turbulento, Jerry Lee Lewis arruinou a carreira ao casar com uma prima de 13 anos, Buddy Holly morreu em um acidente de avião, que matou também Ritchie Valens (La Bamba) e Big Bopper (Chantilly Lace), e Eddie Cochran morreu em um acidente de carro. Quando o futuro do rock’n’roll parecia perdido, surgiram os Beatles.


Renascimento do rock

The Rolling stones/TERRY O'NEILL


A década de 1960 foi marcada por duas grandes bandas inglesas: Beatles e Rolling Stones. Os Beatles foram um divisor de águas, elevaram o rock a um nível até hoje inigualado, estabelecendo parâmetros e modelos para toda a música pop. Inclusive, a banda obliterou a caretice dos anos 50, inaugurando uma era mais esperançosa e livre. Já os Stones foram os primeiros a subir no palco com as roupas que usavam no dia-a-dia, sem os “uniformes” usados pelas bandas – um choque na época.  Na década de 60 também surgiram grandes nomes como Bob Dylan, Jimi Hendrix e Jim Morrison.


Com o surgimento desses ídolos, houve uma mudança na relação entre o público e a música. Até então, o músico era vista como um profissional “qualificado”, assim como, Cole Porter, Irving Berlin, Frank Sinatra e Bing Cros. Em suma, os artistas ficaram cada vez mais parecidos com seu público, tanto em idade, quanto em classe social. Esses jovens passaram a se identificar com seus artistas preferidos.


Estilos ao longo das décadas

elvis presley/divulgação


O rock and roll ganhou inúmeros subgêneros  a partir da década de 60: o soft rock, o glam rock, o heavy metal, o hard rock, o rock progressivo e o punk rock dos anos 1970; o punk hardcore, o rock alternativo, funk rock e a new wave dos anos 1980; o grunge, o britpop, o indie rock dos anos 1990; o nu metal e o emo dos anos 2000 – muitos mais outros subgêneros que ainda vão surgir nos próximos anos.

O rock foi uma invenção para além da música, mudou o comportamento da sociedade, a relação entre as pessoas, contribuiu para a criação de diversos gêneros musicais. Alguns podem dizer que o rock morreu, mas independente disso, a música é atemporal, e além disso, sempre podemos consultar os grandes pioneiros do rock!


Fontes: Matraca Cultural, NSC Total, Superinteressante e Whiplash.


Você na Ghost

Deixe um comentário

O seu email não será divulgado.Campos obrigatórios*



Current track

Title

Artist

Background