fbpx

Terror de verdade: sets de filmes assombrados

Written by on 27/10/2020

Histórias bizarras de filmes que ‘brincaram’ com entidades


The Exorcist | WARNER BROS


Quando o mês de outubro chega, uma das primeiras coisas que muitos pensam é o Halloween. Muitos fãs de filmes de terror talvez nem imaginem os acontecimentos bizarros por trás desses longas, pensando nisso, a Ghost reuniu alguma curiosidades macabras nos sets de filmagens. Confira na lista:


The Conjuring (Invocação do Mal)

New Line Cinema


A atriz Joey King revelou em uma entrevista, ter passado por uma situação bem estranha durante a produção de Invocação do Mal. No filme, a mãe do personagem que a estrela interpreta é possuída por uma entidade e, como consequência,  várias manchas roxas começam a surgir no corpo dela. 

“Durante a filmagem dessas cenas, comecei a ter muitos hematomas aparecendo em meu corpo em lugares bizarros, na minha barriga, no meu peito”. Segundo King, os maquiadores usaram até álcool nos machucados por acharem que era uma brincadeira dela.


Annabelle

New Line Cinema


No set de filmagem o diretor, John Leonetti, disse que viu a marca de garras em uma das janelas empoeiradas no local, e, ela era igual à do demônio ficcional do roteiro — até então, não se tinha montado nada. Outro acontecimento macabro ocorreu com  Mckenna Grace, que faz a filha dos investigadores paranormais Ed e Lorraine Warren. A menina de 12 anos contou que acordou um dia com um corte estranho na cabeça.  Além disso, McKenna disse que quando todos se reuniram pela primeira vez para gravar, as luzes se apagaram e elenco e produção começaram a perguntar: “Annabelle, é você?”. Assim que as luzes se acenderam, o nariz da atriz estava sangrando. Grace conta mais coisas sobre o período de filmagens. “Eu comprei uma câmera e comecei a tirar de fotos de todo mundo. E toda vez que ia tirar foto da Annabelle, ela saía totalmente escura. Testamos com outra câmera e foi a mesma coisa. Eu tirei ainda uma outra de Vera e Patrick. Ele estava usando uma cruz do filme, e a foto ficou com uma marca escura envolta da cruz”.

Um padre é chamado para benzer o set de filmagens Apesar de um padre ter sido chamado para benzer o set, os acontecimentos continuaram acontecendo. Segundo anotações da produção, um piano na sala de artefatos se moveu sozinho inúmeras vezes, sendo que a sala estava trancada.


The Crow (O Corvo)

Miramax


Essa história tem um final trágico. Em uma das cenas que o ator, filho de Bruce Lee, Brandon ,estava filmando havia uma arma e, por descuido da produção, havia uma bala no cartucho, sendo que o correto era estar equipada com balas de festim (inofensivas). Quando a arma foi disparada para a gravação, ela atingiu o abdômen de Brandon que não sobreviveu aos ferimentos. Nos créditos finais do longa, uma mensagem é dedicada a Brandon Lee e sua noiva Eliza Hutton, que viriam a se casar pouco depois do término das filmagens.


The Exorcism of Emily Rose (O Exorcismo de Emily Rose)

Screen Gems


A protagonista do filme, Jennifer Carpenter revelou que várias vezes enquanto estava no quarto de hotel, o rádio ligava e desligava sozinho. Durante algumas falhas, o item tocava “Alive”, do Pearl Jam. Porém , o estranho é que o rádio de todos os integrantes do elenco apresentavam a mesma falha. 


The Damned Thing (Hotel da Morte)

glass eye pix


Apesar do diretor da produção, Ti West, dizer ser cético, ele revelou que passou por momentos de tensão durante as gravações do filme. A equipe realmente questionou se o set, um hotel localizado em Connecticut, tinha, de fato, espíritos.

De acordo com West, as portas se fechavam sem correntes de vento, as televisões ligavam e desligavam sozinhas a todo instante. Além disso,  a atriz Sara Paxton chegou a comentar que várias vezes acordou no meio da noite pensando que tinha alguém no quarto com ela.


Poltergeist

Metro Goldwyn Mayer


Muitas pessoas especulam, que o filme é amaldiçoado. Um dos primeiros ocorridos foi com a atriz Dominique Dunne, que foi estrangulada pelo namorado e não resistiu aos ferimentos. Tempo depois, a atriz Heather O’Rourke morreu com apenas 12 anos depois de filmar o terceiro filme da franquia, por uma parada cardíaca. Julian Beck, que também participou da produção, morreu durante a filmagem do segundo filme.

Outro fato bizarro é que Oliver Robins, na produção, era estrangulado por um palhaço-robô. Na hora das gravações, o aparelho apareceu com problemas e causou acidentes, quase sufocando o ator de verdade. Durante a filmagens foram utilizados ossos de verdade em uma cena na qual a personagem de JoBeth Williams cai em uma piscina de esqueletos. Assim, o astro Will Sampson, que é nativo-americano, achou melhor fazer um exorcismo no set de Poltergeist II: O Outro Lado.


The Exorcist (O Exorcista)

Warner Bros


Baseado no livro de  William Petter Blatty, O Exorcista (1973),  a obra-prima de Blatty é inspirada no exorcismo real de Robert Mannheim, que aconteceu em 1949 têm várias curiosidades um tanto bizarras dos seus bastidores. Depois de gravar a cena em que morria arremessado da janela por Regan, o ator Jack MacGowran contraiu uma forte pneumonia e acabou morrendo, de verdade, uma semana depois. Já Ellen Burstyn sofreu uma lesão irreversível na coluna, após rodar uma cena em que é atirada para longe e arrastada em frente a um móvel. Na ocasião, o diretor William Friedkin amarrou uma corda na atriz, que foi violentamente puxada contra a parede.  O segurança do estúdio foi morto a tiros enquanto guardava o set no período noturno.  Ao todo nove pessoas ligadas ao filme morreram.

Além disso, o set de ‘O Exorcista’ pegou fogo durante as filmagens e teve que ser reconstruído. O único lugar que ficou intacto foi o quarto da menina possuída. No entanto, dizem os mais informados, que, na verdade, uma torradeira é que deu curto-circuito e a Warner aumentou a história para conseguir ainda mais mídia em torno do longa. Depois de tantos incidentes, o set foi realmente abençoado por um padre jesuíta. O ator Paul Batesonera técnico de raio-x no NYU Medical Center e fez uma “ponta” no filme. Anos depois, Bateson foi condenado pelo assassinato de Addison Verrill. A polícia também acredita que ele foi responsável por mais seis outros homicídios – cujas partes dos corpos foram desmembradas e jogadas dentro do rio Hudson em sacos pretos de lixo.


Rosemary's Baby (O Bebê de Rosemary)

Paramount Pictures


O compositor da trilha original, Krzysztof Komeda, sofreu um acidente na primavera de 1968 e acabou falecendo. No ano seguinte, o produtor William Castle descobriu que estava com um problema grave de pedras nos rins; e, segundo a Vanity Fair, há quem diga que ele chegou a alucinar no hospital, chegando a gritar umas das falas do filme: “Rosemary, pelo amor de Deus, solte a faca!”. Já o diretor da produção, Roman Polanski, teve de enfrentar uma tragédia em agosto de 1969: sua esposa grávida, Sharon Tate, foi assassinada por membros da seita de Charles Manson.


Fontes: Rolling Stone, Revista Monet, Revista Quem, UOL, Darkside e Aventuras na História.


Você na Ghost

Deixe um comentário

O seu email não será divulgado.Campos obrigatórios*



Current track

Title

Artist

Background